ACESSE
O PORTAL
BIBLIOTECA
ONLINE
CONSULTA
DE DIPLOMA
PLATAFORMA
VIRTUAL (SAF)
03/11/2021 16:58:00

Alunos do curso de Direito problematizaram temáticas histórico-sócio-jurídicas à luz das obras de Madame Bovary e Crime e Castigo

Nos dias 20 e 21 de outubro, os alunos do segundo semestre de Direito da UNIFASIPE participaram de um Debate no STFF (Simulador de Tribunal da Faculdade Fasipe).

O objetivo foi discutir democraticamente sobre as conquistas dos direitos das mulheres (15º ano da Lei Maria da Penha), e assim, refletirem sobre o papel central nas transformações moral-sócio-político-econômica contemporânea à luz da obra Madame Bovary de Gustave Flauber.

Outra obra analisada foi Crime e Castigo de Fiódor Dostoiévski. Através dela, os estudantes debateram sobre a violência que nos cerca, bem como suas tentativas justificacionais.

Regras do Debate

As turmas foram divididas em vários grupos e estimuladas a debaterem sobre os problemas contemporâneos ligados com temas que perpassem a natureza humana e a história nestas duas obras aclamadas da literatura universal.

Obras

CRIME E CASTIGO:

a) Obra e seu autor. - Legado de Crime e Castigo para a contemporaneidade. - Dostoiesviski e a realidade histórico-social de Crime e Castigo. - Sair e voltar a barbárie (estudante/assassino).

b) Crime e Violência. - O assassinato com a arma (machado). - Matar um piolho (velha usurária). - Ser superior (Napoleão) versus seres normais (piolhos) - utilitarismo.

c) Rede terrorista islâmica Al Qaeda. - Nascimento da rede. - Principais crimes cometidos no mundo. - Justificativas - vincular a Raskolnikov.

d) Talibã e a castigo de um povo. - Nascimento do Talibã. - Principais crimes cometidos no Afeganistão hoje. - Justificativas - vincular a Raskolnikov.

f) Atentados e suicídio altruísta. - Violência deliberada. - Homens bombas - o que justifica? - Barbáries contemporâneas.

g) Justiça, castigo e memoriais. - A justiça tem prevalecido na história? - As punições têm sido eficientes?  - World Trade Center.

Conclusões do debate

De acordo com os acadêmicos, o livro Madame Bovary é um marco na história da literatura, afinal, é uma das obras a iniciar o Realismo no século 18.

O autor, Gustavo Flaubert, foi de uma profundeza antes nunca vista em uma obra, tratando de assuntos polêmicos para a época como: adultério, suicídio, pensamentos de uma mulher, abordando seus sentimentos e angústias.  Justamente por esse motivo foi alvo de um processo judicial que no final foi absorvido e assim, se tornou um marco na história.

Os alunos elogiaram a atividade, de acordo com a acadêmica Maisa Wilker, o debate é uma ferramenta que auxilia na criação de indivíduos críticos.  “O debate é uma ferramenta que auxilia na criação de indivíduos críticos com amplo campo de conhecimento, além de ajudar no desenvolvimento da oratória e organização de ideias para que haja um diálogo coerente e explicativo possibilitando uma troca de informações objetivas”, explicou Maisa.

A atividade foi ministrada pelo professor Edvaldo Lourenço.

FOTOS DA NOTÍCIA Clique na foto para abrir

(66) 9 9657-5964