ACESSE
O PORTAL
BIBLIOTECA
ONLINE
CONSULTA
DE DIPLOMA
25/11/2019 09:13:00

Multipotencialidade: alunos de administração aprendem mais de 50 áreas de habilidades durante o curso

Autor: Por Matheus Prado, acadêmica do 8º semestre de Jornalismo.

Multipotencialidade é a capacidade de ser flexível e produzir várias coisas ao mesmo tempo. Essa é uma das principais características do profissional moderno, que precisa concorrer com outras centenas de pessoas para entrar no mercado de trabalho e crescer na empresa onde pretende trabalhar.

E segundo o Prof. Esp. Bruno Oliveira, coordenador do curso de Administração da Fasipe, essa é uma das principais características que se espera de um administrador: “O curso de Administração tem por característica, formar multipotencialistas. Antigamente, eles eram chamados de generalistas, mas a denominação mudou recentemente”.

“Multipotencialidade é uma palavra que surgiu recentemente e que simboliza a característica dessa geração jovem que estão entrando no mercado de trabalho ou que já estão nele há algum tempo: os millennials. A geração que faz várias coisas ao mesmo tempo. Que tem várias habilidades. Quando são bem gerenciadas, essas pessoas se transformam em profissionais espetaculares”, completa Oliveira

Para o coordenador, essa característica é essencial para atender as novas necessidades das empresas, que carecem de mais profissionais com habilidades e que deem conta de uma grande carga de trabalhos em áreas diferentes. “As pessoas que se forma em administração saem com várias habilidades em diversas áreas de conhecimento. Há mais de cinquenta áreas de habilidades que um administrador pode atuar e, sendo um multipotencialistas, ele ganha mais facilidade em todas estas vertentes”, afirma o coordenador.

Porém, o coordenador alerta para os riscos da multipotencialidade: “Quando o jovem não sabe usar essa multipotencialidade, geralmente ele se transforma em um profissional frustrado, que faz várias coisas, mas nunca gera resultados. É justamente por isso que a faculdade se torna tão importante na formação profissional do jovem”.