ACESSE
O PORTAL
BIBLIOTECA
ONLINE
CONSULTA
DE DIPLOMA
28/10/2019 13:05:00

Biomédico e sua integração com educação ambiental

Autor: Por Vanessa Kienen, acadêmica do 8º semestre de Jornalismo

Para quem deseja cursar Biomedicina, é interessante saber que essa profissão possui mais de 33 áreas para atuação. O acadêmico tem em sua grade curricular, por exemplo, a disciplina de Educação Ambiental, a professora Rosecler Furlanetto explica como é preparado este profissional para esta área da Biomedicina:

“Ela é uma disciplina mais introdutória que trabalha aspectos ambientais, em especial, voltados à área biomédica, por exemplo, desde preocupações em geral, como no dia a dia, referente ao descarte dos resíduos sólidos, como também a questão dos resíduos do serviço de saúde que são gerados em um laboratório e que estes devem passar por um gerenciamento correto”.

A professora ressalta a importância para as questões ambientais, como também da saúde dos profissionais da área. “Também a questão de saneamento básico e a relação com parasitose, pois é importante que o biomédico entenda sobre a prevenção, informar a população sobre os cuidados de higiene pessoal, dos alimentos, assim como a necessidade de realizar periodicamente exames laboratoriais, principalmente no caso das crianças. Outro tema bastante discutido é sobre a dengue, uma doença que aumenta quando há lixo no solo, se tornando um criadouro para o mosquito transmissor da doença”.

De acordo com Rosecler, o curso de Biomedicina pode habilitar para Análise Ambiental, uma das áreas de atuação que ainda muitos desconhecem. "O Biomédico também pode se habilitar em Análise Ambiental, poderá, por exemplo, realizar análise de solo, estudos e avaliação dos impactos ambientais como processo de licenciamento ambiental, elaborar PGRS”.

A professora conta que tem um projeto com a participação dos acadêmicos em que realizam palestras em escolas de conscientização sobre o descarte dos resíduos sólidos. "Esse projeto de resíduos sólidos, no momento nós fizemos palestras na escola Nilza abordando sobre a disposição final ambientalmente correta dos resíduos sólidos, trabalhando a questão da logística reversa, por exemplo lâmpadas, baterias, que não podem ser jogados fora em qualquer local, pois esses são resíduos perigosos para o meio ambiente e população. Atualmente estão participando acadêmicos do 2º e 4º semestre de Biomedicina, juntamente com o apoio do professor Rafael Tessaro”.

Durante a Festa do Milho os cursos realizam projetos extracurriculares, os acadêmicos de Biomedicina e os professores Rosecler, Rafael e Jaqueline aplicaram questionários “Para entender o comportamento das pessoas quanto à disposição final dos medicamentos, é importante entendermos que ocorrem várias consequências como: poluição do solo, os antibióticos jogados no meio ambiente podem gerar bactérias resistentes, além de contaminar a água e animais”.